Clique aqui para o artigo anterior desta série.

 

Phnom Penh

Depois de visitar o Vietname de norte a sul, estávamos prontos para conhecer o Camboja! O Camboja é um país que tem uma história tumultuosa, mas pessoas maravilhosas. Como não tínhamos muito tempo, decidimos conhecer a capital, Phnom Penh; e o local mais icónico do país, o Angkor Wat.Phonm Penh é uma das cidades menos bonitas que visitámos, mas foi uma viagem emocional muito interessante, devido ao que aprendemos sobre o genocídio do Camboja.

This slideshow requires JavaScript.

 

Como chegar: Voámos com a Angkor Air de Ho Chi Minh para Phnom Penh, para poupar tempo. Se puderes, escolhe outro transporte, porque 1) cancelaram o nosso vôo e não nos deram grandes alternativas; 2) o vôo atrasou-se; 3) foi um vôo super instável e com turbulência.

 

Dicas & Factos:

  • No Camboja são aceites 2 moedas: O Riel e Dólares Americanos. Por isso, não te surpreendas se receberes o troco em ambas as moedas!
  • O Vietname e o Camboja são ambos países muito seguros, com uma ou duas exceções. Phnom Penh é uma destas exceções, por isso atenção aos carteiristas!
  • Há também alguns esquemas a que é preciso prestar atenção. Por exemplo, no Wat Phnom, há mulheres com gaiolas cheias de pássaros. Se pagares 1$, elas libertam um passarinho – mas os pássaros estão treinados para voltar às gaiolas mais tarde. Mas não te preocupes, porque apesar destes esquemas, o Camboja é sem dúvida um país de pessoas muito acolhedoras e genuínas 🙂

 

Obrigatório:

  • Visita o gigante Palácio Real – mas não te esqueças: leva calções e camisas compridas. Ah, e o Palácio fecha à hora de almoço!
  • Aprende sobre o Genocídio do Camboja nos Campos de Extermínio Choeung Ek. Entre 1975 e 1978, quase 2 milhões de pessoas foram torturadas e assassinadas pelo Khmer Vermelho, regime comunista liderado por Pol Pot. O bilhete inclui uma áudio tour excecional.
  • Eu e o Nuno ficámos muito comovidos com esta visita, mas acho que é importante não deixar estas atrocidades caírem no esquecimento, para que nunca sejam repetidas.

 

Siem Reap and Angkor Wat

Os templos de Angkor são a maior estrutura religiosa do mundo, a maior fonte de orgulho nacional, um local com as proporções da Grande Muralha da China.

São 400km2 de templos de cortar a respiração, dedicados aos deuses Hindu e Budistas. Os templos foram construídos pelos reis-deuses, cada um com a ambição de superar os seus antepassados em tamanho, escala e simetria.

Siem Reap e Angkor Wat fora as últimas paragens da nossa viagem maravilhosa. Decidimos ficar num hotel melhor para descansar um pouco antes de voltarmos à vida real. Eu adoro aventura, mas tenho de confessar: soube-nos mesmo bem dormir numa boa cama e poder ir à piscina depois dos templos! 🙂

This slideshow requires JavaScript.

Como chegar: Fomos no autocarro Mekong Express de Phnom Penh para Siem Riep, que custa à volta de 10€ mas demora 6h30. As condições são boas, mas, ao contrário do que dizem, a rede Wi-Fi não funciona. Angkor é a 20 minutos de Siem Reap de carro, mota ou tuk tuk. Os condutores de tuk tuk normalmente falam algum inglês e sabem muito sobre os templos de Angkor, visto que passam lá muito tempo. Tenta a tua sorte e tenho a certeza de que irás ter um não só um condutor, mas também é um ótimo guia!

 

Dicas & Factos:

  • 3 tipos de bilhetes: 1 dia (20$), 3 dias (40$), ou 7 dias (60$). A menos que sejas um verdadeiro historiador, 2 dias chegam para ver os templos principais.
  • Como o Angkor Wat é enorme, é impossível ir a pé entre os templos. Há muitas opções, desde tours organizadas com direito a guia, ao aluguer de bicicletas para os viajantes mais aventureiros (por apenas 1$/dia). Nós decidimos planear a visita por nós e alugar um tuk tuk. Muitos hosteis têm contactos com tuk tuks, que podem levar-vos aos templos e andar convosco durante o dia, por um preço bastante razoável.
  • Leva água e comida. No complexo não há muita diversidade e é tudo bastante mais caro.

 

Obrigatório:

  • Nós baseámo-nos no itinerário de 2 dias do Lonely Planet e vimos os templos mais impressionantes. Passa o primeiro dia a visitar os templos Banteay Srei, Banteay Samré, Preah Khan e Ta Son. Vê o pôr-do-sol no templo Pre Rup – há muitas pessoas que escolhem este templo para ver o pôr-do-sol, mas a sua posição privilegiada para o sol fazem tudo valer a pena!
  • No dia seguinte vais ver os maiores templos: Vê o nascer do sol no enorme Angkor Wat, continua para o Ta Prohm (o meu favorito, porque é rodeado de verde :)) e explora a cidade de Angkor Thom (sim, onde o Thomb Rider foi filmado!) e termina a viagem no inesquecível Bayon.

 

E chegamos ao fim da nossa maravilhosa viagem! Em 18 dias fizemos 25.139km, visitámos 9 sítios deslumbrantes, dormimos em 14 locais diferentes e conhecemos dezenas de pessoas incríveis, que nunca iremos esquecer. Espero que o relato da nossa viagem seja útil e te desperte a vontade de viajar pelo mundo!Backpacking Through Southeast Asia (1)

This slideshow requires JavaScript.

Boas viagens! 🙂

 

This post was also written in English. Click here to read the English version.