EDIÇÃO ESPECIAL // Desafio de 4 semanas: Dieta Paleolítica

Cheguei, com sucesso, ao final do meu desafio. Fazendo o resumo da quarta semana, esta foi, sem dúvida, a mais fácil. Alimentei-me bem, senti-me bem! E o melhor é que as pessoas à minha volta notaram estas mudanças e começaram a ficar curiosas e a querer experimentar a minha nova dieta. Adoro este efeito de contágio!

Eis o que andei a comer esta semana:

dieta-paleo-semana-4

O balanço final do desafio é muito positivo. O que eu senti, desde logo, foi a regulação intestinal e a diminuição do inchaço corporal. Senti mais energia no meu dia-a-dia, dormi melhor e, coincidência ou não, costumo ficar doente por esta altura do ano e tal ainda não aconteceu (todos à minha volta já estiveram engripados e eu passei imune!). Os ataques à comida que tinha nas fases de mais stress também estão bastante controlados. Além disto tudo, a verdade é que também perdi volume, peso e gordura. Eis as minhas novas medidas:

  • Peso 62,3 kg (64,2 kg)
  • IMC 21,4 (22,2)
  • Perímetro abdominal 77 cm (81 cm)
  • Perímetro anca 99 cm (99 cm)
  • Massa gorda 24,2% (26,3%)
  • Massa muscular 45,3% (44,9%)
  • Gordura visceral (1,5) 1,5
  • Glicémia 70 (75)
  • Colesterol 215 (233)

Por favor, não se enganem a pensar que o estilo de vida Paleo se resume apenas a perda de peso e/ou emagrecimento. A perda de peso e/ou emagrecimento é apenas uma possível consequência, os ganhos com a saúde, esses sim, são o mais importante. E estes devem ser a vossa maior motivação.

Resumindo, deverias alinhar nesta dieta?

Este texto foi traduzido para inglês. Clique aqui para ler a versão inglesa.